Colégio Técnico Dom Vital

blog

Patrimônio Cultural de Catolé do Rocha

A Banda Marcial
do Colégio Técnico Dom Vital foi criada em março de 1959, pelo Frade Capuchinho
Frei Marcelino de Santana, na época, com apenas três instrumentos, tendo como
objetivo principal oportunizar o contato dos jovens com a música e, assim,
semear e desenvolver o gosto musical no meio estudantil catoleense. E, desta
forma, o trabalho se fortaleceu e, desde o seu início, a Banda é uma voz que
nunca emudeceu.Em toda a sua
trajetória que chega aos 60 anos, em 2019, a Banda tem
realizado inúmeras apresentações em várias cidades do Estado da Paraíba e do
vizinho e amigo Estado do Rio Grande do Norte, sempre alegrando a todos por
onde passa com os ecos de suas notas musicais e com a cadência de seus
componentes, bem como com cada passo de suas balizas, solistas e estandartes.Durante seus
60 anos, a Banda promoveu a inclusão de crianças e adolescentes na música,
possibilitando o desenvolvimento das potencialidades de nossos jovens e
oferecendo-lhes um atrativo cultural de valor inestimável durante muitas
gerações. Dessa forma, a Banda Marcial constitui-se como uma referência à
identidade e à memória de nossa cidade.Com um
histórico marcado pelo dístico Uma Voz do Sertão, Uma Voz no Sertão, a Banda
recebeu o título de patrimônio imaterial cultural de Catolé do Rocha, em 26 de
agosto de 2019. O título surgiu de um projeto de lei de autoria do vereador
Geraldo Amélio de Lima, cuja propositura foi aprovada por unanimidade. Diante
disso, temos aprovada a Lei Municipal 1.648, de 06 de setembro de 2019, que
torna a Banda Marcial do Colégio Técnico Dom patrimônio imaterial cultural do
município.